Na solenidade de sanção presidencial da flexibilização da Voz do Brasil, o presidente Temer aproveitou e assinou a nova regulamentação da profissão de radialista, que reivindicavam há muito tempo a nova estrutura da profissão e a redução de funções que complicavam as relações trabalhistas.

O decreto veio após ampla discussão sobre a necessidade de adequação das normas aplicadas aos profissionais da área. A legislação que regulamenta a profissão de radialista, de 1979, é considerada antiquada. Apesar da evolução tecnológica das últimas décadas, as atividades desenvolvidas pelos radialistas não foram atualizadas.

O novo texto reduziu o quadro de funções de radialista, de acordo com a Lei 13424/2017. Para a revisão do decreto foram considerados dois critérios: (i) as novas tecnologias, equipamentos e meios de informação e comunicação; (ii) as funções técnicas ou especializadas próprias das atividades de empresas de radiodifusão.

Via Portal Makingof