Em 1º de janeiro de 2018 entra em vigor o texto do Convênio ICMS 130/16, que disciplina o zeramento da numeração das notas fiscais Modelo 21.

A principal mudança pode ser vista no item 2.1.2 do anexo do Convênio ICMS 115/03, transcrito abaixo:

“2.1.2 Numerar os documentos fiscais em ordem crescente e consecutiva de 000.000.001 a 999.999.999, de forma contínua, sem intervalo ou quebra de sequência de numeração, devendo ser reiniciada a numeração quando atingido este limite”.

Isso significa que todos os contribuintes do Brasil deverão ter a numeração das notas fiscais de forma crescente a partir de 2018. Antes, cada estado determinava se os contribuintes deveriam zerar a numeração mensalmente.

O texto completo pode ser lido no portal do CONFAZ.

Se você tiver alguma dúvida em relação ao zeramento da numeração das notas fiscais Modelo 21, nossa equipe de suporte está à disposição para ajudar.