O programa A Voz do Brasil foi criado em 1935 e, desde 1938, sua transmissão passou a ser obrigatória entre 19h e 20h, com exceção dos sábados, domingos e feriados. Além de transmitir informações do Poder Executivo, o programa aborda também o Poder Judiciário, do Senado e da Câmara dos Deputados.

Na última terça-feira, o plenário da Câmara dos Deputados aprovou o Projeto de Lei (PL) 595/03, que torna mais flexível o seu horário de veiculação. A proposta segue para a sanção presidencial e, caso seja aprovada, as emissoras poderão escolher o horário em que o programa será transmitido, podendo ocorrer entre 19h e 22h, de segunda a sexta-feira. Para emissoras educativas, o PL mantém o horário de transmissão atual.

Ficam estabelecidos 60 minutos ininterruptos de programa, com a seguinte distribuição: 25 minutos para o Poder Executivo, 5 minutos para o Poder Judiciário, 10 minutos para o Senado Federal e 20 minutos para a Câmara dos Deputados.

O Projeto de Lei está em discussão no Congresso desde 2003 e, para o líder do PRB, deputado Celso Russomano (SP), a sua aprovação irá assegurar que A Voz do Brasil seja transmitido em todo país.